Novas estratégias para o tratamento da calvície- Cientista brasileira apresenta novidades no tratamento em publicação científica sobre o assunto

Novas estratégias para o tratamento da calvície- Cientista brasileira apresenta novidades no tratamento em publicação científica sobre o assunto

No artigo intitulado “Estratégias gerais para o uso de produtos tópicos no tratamento de alopecia androgenética (AAG)”, publicado pela Editora Atenas no livro “Medicina – Aspectos Clínicos e Estratégias de Tratamento”, a cientista Dra. Jackeline Alecrim explica que o afinamento progressivo dos fios, a miniaturização folicular e a perda gradual de cabelo proporcionada pela AAG podem ser relacionadas a diversos fatores, dentre eles, os genéticos e hormonais. Além disso, tal condição é mais prevalente em homens.

Porém, segundo a especialista em Cosmetologia Avançada, “essa alteração dermatológica possui um grande impacto negativo no bem-estar social e psicológico dos pacientes. Os principais objetivos do tratamento da AAG incluem desacelerar a evolução da perda definitiva e do afinamento do cabelo, aumentar a cobertura do couro cabeludo e melhorar a qualidade e espessura dos fios”.

Por outro lado, a cientista lembra que é possível fazer um tratamento. “Os principais objetivos dele incluem desacelerar a evolução da perda definitiva e do afinamento do cabelo, aumentar a cobertura do couro cabeludo e melhorar a qualidade e espessura dos fios”. No entanto, é preciso ficar atento, pois “a inconveniência da utilização de medicamentos diários e os efeitos colaterais diminuem a adesão do paciente ao tratamento com medicação de uso oral”.

Em contrapartida, os estudos demonstram que os tratamentos tópicos são uma opção efetiva e segura: “É cada vez mais o uso de formulações tópicas se torna uma alternativa, incluindo formulações que utilizam bases específicas de shampoos, elaborados como veículo de carreamento de ativos para a via folicular, devido a ação positiva de seus tensoativos no rompimento das barreiras de sebo do couro cabeludo, demonstrando resultados promissores para o manejo da AAG, já que a biodisponibilidade dos ativos pela via folicular é extremamente importante para o tratamento”.

MKT Londrina
A autora

MKT Londrina

Deixe seu comentário

Outras notícias

Vilões no prato: nutricionista e educadora física Dani Borges revela quais alimentos fazem muito mal à saúde

Vilões no prato: nutricionista e educadora física Dani Borges revela quais alimentos fazem muito mal à saúde

Leia mais >>
Internet deixa alunos menos inteligentes segundo neurocientista e psicanalista

Internet deixa alunos menos inteligentes segundo neurocientista e psicanalista

Leia mais >>
Aulas presenciais: retomada da rotina deve ser feita com cuidados mentais, revela neuropsicopedagoga

Aulas presenciais: retomada da rotina deve ser feita com cuidados mentais, revela neuropsicopedagoga

Leia mais >>