Exibição de pênis de Nego do Borel e a normalização social da nudez masculina

Exibição de pênis de Nego do Borel e a normalização social da nudez masculina

O funkeiro e ator Nego do Borel virou assunto nas redes sociais mais uma vez. Nesse último domingo (28), durante uma live, o artista exibiu o pênis para mais de 2.500 pessoas. Após a aparição das partes íntimas, uma chuva de comentários, positivos e negativos, tomou conta da internet. Recentemente, outra celebridade apareceu nua publicamente: o participante Rodolfo, do Big Brother Brasil 21, resolveu tomar banho completamente sem roupa enquanto estava no quarto do líder.

Apesar das repercussões nos dois casos, é fato que a sociedade ainda lida de maneira muito distinta em relação à nudez masculina comparado à nudez feminina. Para o consultor de relacionamentos Rafael Lopes, do canal Nerd Sedutor, tudo isso tem relação com o modo em que os corpos de homens e mulheres são vistos e qual o papel e importância deles no contexto social.

“Nós homens nascemos com a ideia de que nossos corpos são sinônimos de força e virilidade. Exibir nossa genitália não muda em nada nosso caráter, e, em certos momentos, pode até reforçar essa ideia de masculinidade indestrutível”, pontua. 

“Por outro lado, o corpo feminino é considerado frágil, indefeso, quase incorruptível. A mulher é ensinada a ser reservada, recatada e não se exibir demais. Caso isso ocorra, seus valores são questionados e sua reputação pode ser manchada”, completa.

Ainda segundo o especialista, apesar de a mudança sobre como os corpos são vistos socialmente, o respeito pelo corpo do outro é fundamental para os relacionamentos interpessoais.

“Precisamos entender que somos mais do que aparentamos. Nossos corpos, só por eles mesmos, não constituem nossa personalidade, nem nosso caráter. Isso é válido para os dois casos: no dos homens, que precisam entender que exibir músculos e até o pênis não os tornam melhores. E, das mulheres, que valores e princípios não estão no tamanho da saia, nem no decote que usam”, finaliza.

Capi
A autora

Capi

A Capi nasceu em 2020 no parque Barigui em uma família de capivaras, mas viu que o seu negócio mesmo não é caçar e nem procriar, é FOFOCAR. Teve sucesso muito cedo e agora, além de com  DJ oficial da RIC FM ela passa está sempre nas nossas redes sociais contando as maiores tretas dos famosos no quadro Capi Indelicada! Vem conhecer a Capi no @radioricfm no Instagram e no Facebook 😉

Deixe seu comentário

Outras notícias

Vilões no prato: nutricionista e educadora física Dani Borges revela quais alimentos fazem muito mal à saúde

Vilões no prato: nutricionista e educadora física Dani Borges revela quais alimentos fazem muito mal à saúde

Leia mais >>
Internet deixa alunos menos inteligentes segundo neurocientista e psicanalista

Internet deixa alunos menos inteligentes segundo neurocientista e psicanalista

Leia mais >>
Aulas presenciais: retomada da rotina deve ser feita com cuidados mentais, revela neuropsicopedagoga

Aulas presenciais: retomada da rotina deve ser feita com cuidados mentais, revela neuropsicopedagoga

Leia mais >>